‘Quem perde é o próprio governador Doria’, diz Neto sobre filiação de ex-DEM ao PSDB

Foto: Divulgação/ Secom PMS

Após acusar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), de impor a seu vice, Rodrigo Garcia, a filiação ao PSDB, o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), disse que isso “não vai comprometer o diálogo dos dois partidos”. Na última sexta-feira (14), Neto usou o Twitter para comentar a mudança partidária de seu então correligionário e disse que a “inabilidade política” de Doria rendeu ao tucano “altíssima rejeição”, além do afastamento de seus aliados.

Três dias depois, ele pondera que, apesar dessa discordância, tem tudo para manter “excelente relacionamento” com os membros do PSDB. “Tudo foi avisado, não teve surpresa. Falei isso ao governador, [que] infelizmente manteve posição”, declarou o baiano, em coletiva de imprensa virtual, realizada na manhã desta segunda-feira (17). Na ocasião, Neto lança seu projeto para diagnosticar os problemas da Bahia.

“Quem perde é o próprio governador João Doria. Ele se isola ainda mais. Não vou falar pelo PSDB, mas é de conhecimento geral que João Doria está longe de ser unanimidade dentro do partido, mas asseguro que nossas relações estão preservadas e estão mantidas, independente dessa situação com São Paulo”, pontuou.

Ele lembrou que as legendas possuem relação histórica, já que de 1994 a 2018, o DEM apoiou os candidatos do PSDB à Presidência da República em quase todas as eleições. Em São Paulo, o apoio também é histórico e, no que depender do PSDB baiano, o vínculo deve ser mantido. O presidente da sigla na Bahia, deputado federal Adolfo Viana, disse que vai continuar na defesa dessa união e da consolidação de um “projeto único”.

Propagandahttps://uploaddeimagens.com.br/images/003/150/661/original/4_Segundo.gif?1616686660

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui