GO: secretário fura fila e manda vacinar ‘mulher da vida dele’ contra o coronavírus

Mais irregularidades na distribuição de vacina contra a Covid-19 foram registradas em Goiás. Na cidade de Pires do Rio, sudoeste do estado, o secretário de Saúde determinou que sua esposa fosse vacinada mesmo sem estar inserida no grupo prioritário, que são trabalhadores da área de saúde, idosos e indígenas.

Após ser questionado pela atitude incorreta e que configura como crime, ele utilizou as redes sociais para se pronunciar. Por meio de uma live, pediu desculpas e tentou justificar o ato. “Foi com intuito de resguardar e preservar a saúde e a vida da mulher da minha vida. Sou capaz de dar minha própria vida por ela”, disse.

De acordo como portal G1, a Prefeitura de Pires do Rio informou que em nota que “as devidas providências já estão sendo tomadas e que a apuração dos fatos já está sendo realizada”.

Uma apuração do caso também foi iniciada pelo Ministério Público estadual. “Inicialmente o secretário será notificado para que apresente explicações no prazo de 10 dias. Caso comprovado o agente público poderá responder criminalmente e por ato de improbidade administrativa”, informou em nota o MP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui