Polícia Civil de Santo Amaro cumpre mandados de prisão contra lideranças de facção que determinava mortes de dentro do sistema penitenciário

Na presente data, 07/01/2020, a polícia civil de Santo Amaro, com apoio Polinter e da Policia Civil do Rio de Janeiro e do SEAP/RJ, deu cumprimento a mais 3 mandados de prisão preventiva em desfavor de E.R.B., vulgo “Cabeça”, natural de Santo Amaro, e que atualmente encontra-se custodiado na penitenciária Jonas Lopes de Carvalho – Bangú 4, no Rio de Janeiro, onde cumpre pena pela prática de crimes naquele Estado. Com a ação de hoje já são um total de 4 mandados cumpridos contra o criminoso.

O citado elemento, embora recluso no sistema penitenciário, é apontado como o principal líder de uma facção criminosa que atua em Santo Amaro, a qual é apontada como uma das responsáveis pela crescente onda de violência e de homicídios ocorridos no ano de 2020, todos eles decorrentes de disputa por ponto de vendas de drogas no município. De acordo com as investigações, CABEÇA, dotado de personalidade fria e perversa, seria o mandante de ao menos 12 (doze) homicídios ocorridos no ano passado, praticados tanto contra criminosos rivais, bem como contra indivíduos pertencentes ao seu próprio grupo, que ousaram desafiar as ordens do chefe.

Além dos mandados cumpridos hoje, a polícia vem dando cumprimento a uma série de mandados de prisão preventiva em desfavor de membros de associações criminosas responsáveis pela prática de crimes contra a vida no município, os quais estavam foragidos. Já foram retirados de circulação aproximadamente 15 homicidas, apenas no ano de 2020.

Por último, a polícia civil informa que no ano de 2021 continuará atuando de maneira firme no combate à criminalidade, ressaltando que, nos próximos dias, serão cumpridos novos mandados de prisão em desfavor de outras lideranças de associações criminosas que atuam no município, as quais vem comandando as ações dos seus grupos e as execuções de dentro do sistema penitenciário da Baiano.

Fonte: Polícia Civil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui