‘O futuro a Deus pertence’, diz Roma sobre reconciliação com Neto

O ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), deixou em aberto uma possível reconciliação com o seu padrinho político, ACM Neto (DEM). Os dois romperam após Roma ter aceitado o convite feito pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para assumir a pasta.

“Todo mundo sabe que, quando eu fui escolhido ministro da Cidadania pelo presidente Bolsonaro, ele rompeu comigo, disse que lamentava o fato de eu ter sido ministro, portanto ele tomou um caminho diferente. Hoje, ele está alinhado com Ciro Gomes, enquanto eu e o meu partido, o Republicanos, estamos alinhados com o presidente Bolsonaro”, disse o ministro em entrevista para o jornal Tribuna da Bahia.

“Nós não nos falamos desde o episódio, muitas coisas foram ditas naquele dia. Não vou ficar remoendo isso. O futuro a Deus pertence, já diz o ditado. O meu foco agora é o trabalho no Ministério da Cidadania, que considero ser a maior missão da minha vida pública até agora”, completou Roma.

Uma reaproximação entre Neto e Bolsonaro começou a ser discutida nos bastidores. Uma reunião ente os dois deve acontecer nos próximos dias. Também começou a ser ventilada a possibilidade de Roma ser o vice do democrata na disputa pelo Palácio de Ondina nas eleições de 2022.

Propagandahttps://uploaddeimagens.com.br/images/003/150/661/original/4_Segundo.gif?1616686660

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui