Sem conversa com Bial: Romero Britto se recusa falar sobre polêmica em Miami

Propaganda

A Conversa com o Bial ficou para outro momento, pelo menos com o artista plástico Romero Britto, convidado de Pedro Bial no programa exibido na madrugada desta quarta-feira (19).

O pernambucano se recusou a responder perguntas sobre o vídeo polêmico de 2017 que viralizou nas redes sociais na última semana, no qual a proprietária de um restaurante em Miami, Madeleine Sánchez, destrói uma escultura na frente dele.

Propaganda

Segundo Pedro Bial, a conversa com Romero havia sido gravada antes da confusão ganhar a mídia, mas em uma tentativa de repercutir o assunto, a produção enviou três novas perguntas para o artista, que ignorou o contato.

“Infelizmente, Romero Britto não respondeu a nossas perguntas. Eu tinha perguntado se ele estava conseguindo dormir bem no meio dessa crise toda, também quis conhecer a versão dele sobre o que aconteceu no restaurante e perguntei por que só três anos depois esse vídeo veio a público”, disse Bial no início do programa.

O apresentador prestou solidariedade ao artista, mas reafirmou a importância da comunicação para Britto em um momento de crise.

“A gente espera sinceramente que essa crise se resolva logo, ele é um brasileiro muito importante para todos nós e para a imagem do Brasil no mundo. Se ele tivesse respondido teria sido legal, pra ele, pra marca dele que movimenta centenas de milhares de dólares por ano, teria sido legal para tantas pessoas cujos empregos dependem do trabalho dele, e também teria sido bom para todos nós, fãs do Romero, e entre esses fãs tantas crianças que o admiram demais”.

Romero apenas afirmou que a moça do vídeo estava querendo ficar famosa a qualquer custo.

A respeito do vídeo que anda circulando na internet, o incidente ocorreu em 2017. Todos podem ver que fui vítima de uma pessoa que foi a uma de minhas galerias e quebrou uma obra de arte que havia ganhado. Uma peça como aquela, de porcelana, ao quebrar, poderia ter causado danos a mim, a ela ou a qualquer outra pessoa no local. Nunca presenciei tamanho desrespeito em toda a minha carreira. Infelizmente há pessoas que querem ficar famosas às custas de outras e levam aos extremos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui