Em depoimento, Flavio Bolsonaro nega ter sido beneficiado por vazamento

Propaganda
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Ao depor nesta segunda-feira (20) para o Ministério Público Federal, o senador Flávio Bolsonaro confirmou que teve reunião como empresário Paulo Marinho em novembro de 2018, mas negou acesso a vazamentos da operação Furna da Onça.

Por prerrogativa do cargo, o depoimento foi dado do gabinete do parlamentar ao promotor Eduardo Benones, do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial do MPF.

Propaganda

“Nunca houve vazamento, nunca chegou ao conhecimento do senador nenhuma informação sobre a Furna da Onça”, afirmou a advogada Luciana Pires, que faz a defesa do filho do presidente.

A denúncia do vazamento partiu de Paulo Marinho, empresário que já foi próximo da família Bolsonaro e é suplente de Flávio Bolsonaro. Na época dos fatos em investigação, Jair Bolsonaro era presidente eleito e o filho, senador eleito.

A Furna da Onça apura a ocorrência de “rachadinha” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) quando Flávio Bolsonaro era deputado estadual. A investigação descobriu movimentações suspeitas de R$ 1,2 milhão do ex-assessor Fabrício Queiroz. Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui