Conquista: PRF apreende veículo com 71 multas usado em crime da ‘Barrinha’

Propaganda

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu um veículo que transitava pela rodovia sem os devidos cuidados quando fora abordado. O condutor e proprietário do veiculo não possuía CNH e, inclusive, ja fora preso pela PRF praticando o crime  popularmente conhecido como “Golpe do Barrinha”, diversas vezes na BR 116, em Vitória da Conquista.

A modalidade funciona da seguinte forma: Ele, “barrinha”, fica próximo à rodovia, geralmente próximo a uma lombada (quebra molas, onde a velocidade é reduzida, e em seguida escolha suas vítimas, preferencialmnte de outras regiões, com familiares no veículo e começa a segui-los. Neste instante, se aproxima das vítimas e começa  a fazer gestos apontando em direção ao veículo, indicando um suposto defeito mecânico nas rodas.

Propaganda

Quando o condutor pára, o “barrinha”  se aproxima antes e joga óleo nas rodas, e como elas estao com a temperatura elevada devido ao impacto com o asfalto, surge uma fumaça no local. Ao descer, o condutor acredita ser de fato, um defeito mecânico. Então, o infrator oferece ajuda e o leva para uma oficina ou um local isolado com a finalidade de simular uma troca de peças, extorquir valores absurdos  e  concluir a atividade criminosa.

Há mais de 10 anos a Polícia Rodoviária Federal vem monitorando as ações desse golpista na nossa região. Entretanto, na maioria das vezes, não é possível realizar o flagrante, pois a vítima, muitas vezes em trânsito, não quer aguardar o tempo necessário para registrar o fato na Policia Civil.

Acredita-se que, com a apreensão deste veículo, principal arma na prática do golpe, o famoso “barrinha” ficará por um bom tempo fora de ação.

A polícia Rodoviária Federal orienta os motoristas que, em situações  de problemas mecânicos ou elétricos ou qualquer outra emergência proceda da seguinte forma:

1- Parar em local seguro e sinalizar;

2- Ligar para a PRF no telefone de emergencia 191;

3- Acionar a concessionária,  em casos de rodovias pedagiadas;

4- Não aceitar ajuda de pessoas estranhas;

5 – Procurar oficinas idôneas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui