Testes de vacina russa na Bahia podem ser iniciados daqui a um mês, diz Vilas-Boas

Secretário de Saúde do Estado, Vilas-Boas. Foto: Dinaldo Silva

O secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, afirmou nesta quarta-feira (9) que os testes da fase 3 da vacina russa Sputnik 5 poderão ser iniciados na Bahia daqui a um mês, caso a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e a Conep (Comissão Nacional de Ética em Pesquisa) deem aval para os ensaios clínicos que irão avaliar o nível de proteção e segurança do possível imunizante contra a Covid-19. Segundo o site bahia.ba, Vilas-Boas disse que cerca de 500 voluntários deverão participar dos estudos.

O governo baiano firmou no fim de agosto um acordo de confidencialidade para ter acesso a dados científicos da Rússia —que já liberou a imunização para a população do país.

”Nós estamos em negociação com a Rússia já há duas semanas. Na semana passada nós tivemos duas reuniões, uma na quinta e a outra, na sexta. Já havíamos assinado um memorando de entendimento visando iniciar as tratativas pra testar aqui no Brasil a vacina russa, a Sputnik 5, em 500 participantes. Ontem [terça-feira] nós concluímos o acordo de confidencialidade, que é um documento em que a gente se compromete a receber informações sigilosas deles, pra estar, de forma interna, confidencial. A partir disso, com base no que a gente vai ver, se queremos dar seguimento no projeto”, explicou o secretário.

”Confirmando isso, nós vamos submeter o protocolo ao comitê de ética e pesquisa do Instituto Couto Maia. Na sequência, à Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), em Brasília, e também à Anvisa. Se eles aprovarem o protocolo, dentro de um mês a gente pretende iniciar esse estudo da vacina russa aqui na Bahia”, disse Vilas-Boas.

As declarações foram dadas durante a entrega da nova UBS (Unidade Básica de Saúde) e da Academia da Saúde do bairro de Pirajá, em Salvador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui