Santa Inês: Prefeitura diz que médico acusado de abusar criança não faz parte do quadro da gestão

Propaganda
Prefeitura diz que médico não tem vínculo com a gestão local

A Prefeitura de Santa Inês, no Vale do Jiquiriçá, emitiu comunicado, nesta sexta-feira (28), após repercussão na imprensa baiana da informação de que um médico residente na cidade teria sido indiciado na Delegacia local por estupro contra uma criança de 10 anos.

No comunicado, a gestão municipal informa que o acusado ”não pertence ao quadro de funcionários, colaboradores ou prestadores de serviços da municipalidade, nem mesmo como terceirizado, não detendo qualquer vínculo com o ente público municipal”.

Propaganda

Na nota, a Prefeitura também repudia o suposto ato e diz que prestará auxílio a vítima, caso necessário. O diretor clínico no Hospital Maria Leandra, o médico Leonardo Portela, também se manifestou diante do ocorrido, tendo informado que o profissional de saúde, que não teve a identidade revelada, apesar de residir em Santa Inês não integra o quadro da gestão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui