Policiais Militares de Itatim prendem homem por estupro de vulnerável, neste sábado (19)

Propaganda

Por volta das 16:00 h deste sábado (19), policiais militares de Itatim foram acionados por uma senhora que alegava que sua filha, E.A.D., de 13 anos, havia saído de casa desde o período da tarde e ainda não havia retornado. Alegando também que sua filha vem sendo aliciada para a prostituição, tráfico e uso de entorpecentes por uma “amiga”, e que estas saídas tem sido constantes nos últimos dias.

Ciente das informações, por volta das 23:00h, durante rondas no bairro da Urbis, uma guarnição da PM avistou a menor defronte a uma residência, na companhia de 6 homens. Os policiais abordaram e revistaram todos eles e foram informados pela proprietária da residência, que a menor ali havia chegado em companhia do proprietário do veículo Peugeot 307, preto, 2006, placa JMN 6221, licença de Feira de Santana-BA, este um homem de 38 anos, residente na Rua Nova Salgada, bairro Salgada, Itatim.

Propaganda

Por sua vez, a menor confirmou que estava em companhia do acusado, e que com ele teria mantido relações sexuais, e que o coito teria ocorrido na residência de uma mulher, na Rua da Lagoa.

Diante da situação de flagrância por crime de estupro de vulnerável, uma vez que a vítima é menor de 14 anos e, mesmo que as relações sexuais tenham ocorrido com seu consentimento a Lei interpreta como crime, os policiais militares acionaram o Conselho Tutelar, que por sua vez contatou a mãe da menor, informando sobre o ocorrido.

A vítima, sua genitora e o acusado foram conduzidos até o plantão de polícia Judiciária, em Itaberaba, onde o delegado plantonista, DPC Antônio Aécio, autuou o acusado em flagrante delito pelo crime de estupro de vulnerável, sendo recolhido à carceragem da delegacia, ficando à disposição da Justiça.

Além do flagranteado, o inquérito policial deve indiciar por crime de aliciamento de menores e favorecimento ao estupro a “amiga” da menor e a proprietária da residência onde aconteceu a relação sexual entre a menor e o acusado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui