LGBTs denunciam Roberto Jefferson ao MPF por homofobia

Propaganda

Os advogados do Sindicato dos Advogados de São Paulo e do Grupo de Advogados pela Diversidade Sexual e de Gênero levaram adiante a decisão de denunciar o ex-deputado Roberto Jefferson por homofobia e transfobia à Procuradoria-Geral dos Direitos do Cidadão do Ministério Público Federal, com a liderança da associação brasileira de LGBTs (ABGLT).

As organizações se basearam em uma entrevista concedida pelo ex-parlamentar na qual ele faz ataques e insinuações de caráter sexual contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF),  insinuando que pessoas que não sejam heterossexuais não possam integrar a corte.

Propaganda

A declaração de Jefferson ocorreram em entrevista a um canal bolsonarista, onde disse que os ministros do Supremo “usam saias” por “opção sexual”. “Um homem desses não passa em Supremo nenhum do mundo”, afirmou, na ocasião.

O ex-parlamentar também é alvo de denúncia por homofobia protocolada pela vereadora Soninha Francine (Cidadania), na Secretaria de Justiça e Cidadania de SP. Ela se baseia em lei paulista que prevê multa a quem pratica discriminação em razão de orientação sexual. Com informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui