Guedes e assessores lembram de situação de Hitler antes da queda, diz Maia

Propaganda
Foto: José Cruz/Agência Cruz

O ministro da Economia, Paulo Guedes, considerado o pupilo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) até meados do seu governo, já não influencia mais ninguém no Palácio do Planalto.

É o que acredita o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), segundo informações da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Propaganda

A declaração do democrata teria ocorrido em resposta a um líder partidário, que o perguntou sobre o que significava o cartão vermelho dado por Bolsonaro para a Economia.

Maia comparou a situação de Paulo Guedes e assessores com a de Adolf Hitler nos dias anteriores à derrota da Alemanha na 2ª Guerra Mundial.

Segundo a coluna, o presidente da Câmara citou o filme “A Queda”, que relata os últimos dias do ditador no bunker em Berlim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui