Conflito entre grupo Turner e clubes da Série A mais próximo dos tribunais

Lítigio envolve o Bahia e mais sete clubes da Série A; Guilherme Bellintani é um dos críticos do contrato

Foto: Matheus Morais/ bahia.ba
Propaganda

Depois de um ultimato dado pela Turner, o impasse entre a detentora de parte dos diretos do Campeonato Brasileiro na TV fechada e oito clubes da Série A está mais próximo dos tribunais. Os dois lados alegam descumprimento de cláusulas do contrato, com vigência até 2024.

Em consequência do litígio e da pandemia, a emissora não pagou qualquer valor referente ao torneio deste ano. Na quinta-feira (25), todos os clubes da Série A e a Confederação Brasileira de Futebol fixaram 9 de agosto como data provável do início da competição.

Propaganda

Um ultimato enviado para a emissora para uma solução consensual até 30 deste junho acirrou os ânimos. Segundo o UOL, até o gaúcho Internacional – cujo contrato termina este ano – deve buscar os tribunais após ter chegado perto de um acordo. O conflito envolve ainda os times paulistas do Palmeiras e Santos, os paranaenses Athlético e Coritiba, os cearenses do Fortaleza e Ceará e o Bahia.

Pelo time baiano, o presidente Guilherme Bellintani já declarou que não concorda com o contrato e a postura da Turner. E não teme a briga na Justiça. “É muito grave, muito ruim. Em um momento em que o clube precisava de parceria a Turner tirou nosso tapete”, criticou, em entrevista ao canal Sou Mais Bahia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui