Brejões: Professores cobram pagamento de piso nacional da educação

Professores da rede municipal de Brejões, no Vale do Jiquiriçá, fazem um protesto na tarde desta terça-feira (25). Os docentes cobram a sanção de um projeto, da própria prefeitura, que equipara os salários dos cerca de 150 professores ao piso nacional da educação. Atualmente, o piso para profissionais da rede pública da educação básica em início de carreira é de R$ 2.886,24.

Os docentes esperam que os 11 vereadores, que já votaram a favor do projeto, voltem a confirmar os votos e derrubem o veto do prefeito Sandro de Juca. A vice-coordenadora da APLB em Brejões, Simone Reis, disse que a categoria aguarda há três anos a atualização dos vencimentos conforme o piso nacional. “A classe toda está cansada de tentar fazer acordo. Nunca fomos para a rua. Nossos alunos nunca ficaram sem aulas. E na última reunião fomos destratados”, disse.

Os professores da rede municipal de Brejões também cobram a reposição nos salários de valores oriundos do Fundef [atual Fundeb], fundo da educação básica. O protesto será no espaço externo da Câmara. A redação tentou falar com o prefeito, mas as ligações caíram na caixa de mensagens.

Bahia Noticias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui