ACM Neto deixa prefeitura com caixa de R$ 2,1 bi

Propaganda
Foto: Adriano Villela/ bahia.ba

O prefeito ACM Neto celebrou o resultado administrativo-financeiro de sua gestão nos últimos oito anos. À frente da prefeitura de Salvador desde 2013, o democrata encerra seu segundo mandato no dia 31, deixando em caixa R$ 2,1 bilhões. A partir de 1º de janeiro, o atual vice-prefeito Bruno Reis passa a comandar a capital baiana, após eleição no primeiro turno.

Durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira (21), ACM Neto detalhou as conquistas da gestão. A primeira delas, redução a zero da dívida de curto prazo, que em 2012 estava em R$ 1,230 bilhão. Redução também na dívida consolidada, que saiu de R$ 2,01 bilhões para R$ 1,8 bilhão. Desse montante atual, R$ 969 milhões são referentes a operações de crédito.

Propaganda

ACM Neto lembrou também que, quando assumiu, a dívida contratual da prefeitura era R$ 1,596 bilhão. Hoje são R$ 286 milhões. A dívida ruim, que são os parcelamentos de que a prefeitura fez para pagar no longo prazo, representava 95% dessa dívida contratual. Atualmente, o volume representa 20%. Segundo ACM Neto, todas são dívidas do passado.

“Ninguém mais pode apontar o dedo para Salvador e dizer que a cidade está condenada a viver com o pires na mão, a viver de favores do governo do estado ou do governo federal. Não há mais espaço, na primeira capital do Brasil, para o discurso reducionista de que o prefeito tem que ser do partido A, porque é o mesmo partido do governador, ou do partido B, porque é o mesmo do presidente. O prefeito tem que ser do partido do povo da cidade”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui